Telefone: (62) 3642-9440 / (62) 3642-9442 Facebook Instagram
SILVIO SIMÕES MUDOU OS HÁBITOS E A VIDA

A vida sempre apresenta um momento de xeque-mate, em que é preciso encarar mudanças radicais. Há pouco mais de um ano o fotógrafo Silvio Simões (52) percebeu que o seu jogo de xadrez chegou a este momento.

0 Comentários

Por Manoela Messias, da Comunicação Sem Fronteiras

A vida sempre apresenta um momento de xeque-mate, em que é preciso encarar mudanças radicais. Há pouco mais de um ano o fotógrafo Silvio Simões (52) percebeu que o seu jogo de xadrez chegou a este momento.

ALIMENTAÇÃO DESREGRADA E VIDA SEDENTÁRIA

Com 1,68m e 100 kg, resolveu que era hora de perder peso e colocou o balão intragástrico ajustável. “Não foi apenas a estética que me levou a tomar esta decisão. A possibilidade de ter mais qualidade de vida e poder viver mais alguns anos foi o empurrão que eu precisava para mudar da roupa GG para a M, que uso atualmente. Por causa do peso, eu estava começando a ter diversos problemas de saúde, como a pré diabetes e gordura no fígado”, conta.

Silvio era consciente de que motivo da obesidade não foi necessariamente a quantidade que comia, mas a qualidade dos alimentos que ingeria. Era um lanchinho aqui, uma cervejinha ali, uma lasanha para fechar o dia… E por ai vai.

O sedentarismo associado à má alimentação foram os grandes inimigos dele. Com o passar dos anos não era só a saúde do fotógrafo que estava prejudicada.

Com isso, ele conta, o trabalho como fotógrafo também já não era mais tão prazeroso como antes, pois ao final de cada jornada as dores nas pernas e o cansaço excessivo sempre o acompanhava.

“Sempre fui apaixonado pelo que faço, porém estava ficando exausto por causa do excesso de peso. Escolher colocar o balão não foi fácil, porém é uma decisão da qual não me arrependo e apoio quem escolha passar pelo mesmo procedimento que eu passei”.

PROCESSO DE ADAPTAÇÃO

Ao todo foram 13 meses com o balão, que faz com que a quantidade de comida ingerida seja reduzida, já que o objeto ocupa parte do estômago do paciente.

“Os primeiros dias foram muito difíceis. Havia um desconforto, os alimentos não desciam muito bem, as náuseas e o refluxo eram cada vez mais constantes. Passados 15 dias do procedimento voltei normalmente ao trabalho e com pouco mais de um mês eu mal lembrava que eu havia feito. Creio que o sofrimento não foi tão impactante porque eu tinha pleno conhecimento de que tudo isso aconteceria. Eu li bastante sobre o processo, pesquisei muito os efeitos colaterais, etc e acredito que isso que tenha me dado forças para continuar o tratamento”, revela.

O resultado do esforço feito pelo fotógrafo foram 25 kg a menos, uma queda na numeração das roupas usadas, várias peças do vestuário ajustadas pela costureira, mais qualidade de vida e um fôlego de dar inveja.

Atualmente Silvio é praticante de exercícios físicos – chega a pedalar 20kg sem parar, adepto de diversas mudanças alimentares e um eterno fiscalizador da balança.

“Quando passa o período com o balão não significa que nosso esforço já terminou. Creio que é quando a gente o tira que o grande desafio começa, afinal, será uma eterna luta com a balança para manter o peso baixo, para continuar comendo pouco, para fiscalizar tudo que colocamos no prato e fazer valer a pena todo o esforço feito. Hoje eu estou melhor comigo, minha família e meus amigos tem um novo ‘Sílvio’ e é assim que quero seguir. O balão é apenas um paliativo para mudarmos nossos pensamentos, nossos hábitos e nossa vida”.

REALIZAÇÃO PESSOAL

Arrependimento? Esta é uma palavra que não existe no vocabulário de Silvio Simões. “Jamais me arrependi da decisão tomada. Se fosse preciso fazer o procedimento e passar por tudo que passei novamente eu faria sem nenhuma dúvida. O prazer de perceber que as roupas estão mais largas, a sensação de olhar no espelho e ver uma nova pessoa é impagável. A auto estima e a saúde me agradecem todos os dias por ter feito essa mudança de hábitos e de vida”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *