Telefone: (62) 3642-9440 / (62) 3642-9442 Facebook Instagram
Curta as delícias juninas, mas com moderação

Quem quer emagrecer ou está nesse processo de emagrecimento precisa evitar os excessos, mas é possível apreciar quitutes típicos do mês de junho sem fugir da dieta

0 Comentários

Pamonha, curau, pé-de-moleque, amendoim, paçoca, cachorro quente, pipoca, milho e espetinhos. Essas e outras guloseimas são quase que uma tradução instantânea quando se pensa em festa junina. Mas quem quer emagrecer ou está nesse processo de emagrecimento precisa de moderação na hora de curtir essas delícias do mês de junho.

 

De acordo com a nutricionista Priscila Figueredo, é possível apreciar os quitutes juninos sem fugir da dieta, desde que haja controle da quantidade do que comemos. “Não há proibição de se comer isso ou aquilo. Por outro lado, os pratos são calóricos e a pessoa deve ficar atenta. O ideal é experimentar uma porção de cada guloseima e não repetir nenhuma delas”, orienta a especialista.

 

A nutricionista lembra ainda que em muitas festas já existem as versõe light de muitas dessas gostosuras juninas. “Já existem muitas receitas desses quitutes que são feitos com redução de óleo, de açúcar ou substituição por adoçantes”, afirma Priscila.

A seguir, veja o quadro preparado pela profissional com as principais opções de alimentos típicos dessa época:

 

Prato Quantidade x calorias
Amendoim torrado com sal 1 pacote pequeno, 50g: 320 cal
Canjica 1 copo pequeno, 180g: 204 cal
Paçoca 1 unidade, 30g: 115 cal
Pé-de-moleque 1 unidade, 20g: 88 cal
Milho-verde Cozido 1 unidade, 100g: 108 cal
Pipoca com sal 1 pacote médio, 20g: 90 cal

No caso de querer restringir a alimentação, a nutricionista revela que a preferência deve ser dada ao consumo do milho-verde, que pelo tamanho da porção, é a opção menos calórica. “Se a pessoa também resolver se limitar ao quentão, também tem que tomar cuidado, uma vez que a bebida alcoólica possui calorias assim como os outros alimentos.

 

Restrição

Ela também alerta ainda que deixar de comer durante o dia para poder exagerar à noite não é um bom negócio “A restrição alimentar irá aumentar ainda mais a fome da pessoa durante a festa e, consequentemente, ela irá consumir calorias em excesso”. Malhar em dobro para perder as gordurinhas obtidas também pode ser um fracasso. “O exercício ajuda na perda de peso, mas o ideal é alimentar-se equilibradamente para não ganhar peso”.

A especialista lembra ainda, que mesmo para quem não está seguindo uma dieta ou tratamento para emagrecimento, decidir exagerar pode trazer consequências desagradáveis. “A a ingestão em excesso de alimentos pode causar diarréia, elevação da glicemia, fadiga, cefaleia, que poderão impedir, inclusive, a prática de exercícios físicos”, afirma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *